Assessoria jurídica: a base do empreendimento

Administrar seu próprio negócio traz várias responsabilidades.

São diversas leis e regulamentações para seguir, documentos e contratos para elaborar e analisar, tratativas com fornecedores, clientes e empregados, pagamentos de impostos, taxas e obtenção de licenças etc.

E todas essas funções devem ser exercidas com cuidado e atenção, para evitar problemas futuros e prejuízos.

Parece muito complicado, né?

Por isso, a assessoria jurídica é essencial. Ela dará o auxílio e suporte necessários para o bom andamento do negócio.

Afinal, um escritório de advocacia pode trazer muitos benefícios para sua empresa, mesmo longe dos tribunais.

Para entender melhor, acompanhe o texto que preparamos!

Por que a empresa necessita de advogados?

Um grande erro que os empresários costumam cometer é acreditar que o advogado só é necessário para a solução de conflitos judiciais, e julgam desnecessários os demais gastos com esse tipo de contratação.

É importante entender que a advocacia tem, também, a função de consultoria e prevenção.

A empresa pode — e deve — utilizar serviços jurídicos como forma de evitar os problemas, e não apenas para tentar remediá-los.

Com a contratação do escritório de advocacia especializado, para realização de consultaria jurídica, forma-se a relação de cumplicidade e parceria, e só é possível aumentar o crescimento do negócio.

O que é consultoria jurídica?

A consultoria ou assessoria jurídica pode ser contratada para prevenir problemas ou para analisar a melhor forma de lidar com os já existentes.

Ela serve para esclarecer assuntos em diversas áreas do direito, visando garantir o cumprimento da legislação, para evitar incômodos futuros, gastos desnecessários e complicações legais.

O serviço pode ser contratado por ato, sendo procurado apenas em casos específicos, ou mediante um contrato mensal, que garantirá assessoria completa em longo prazo.

Para as organizações, que sempre têm demandas variadas, é mais vantajoso contar com a consultoria jurídica permanente.

A empresa pode contar também com um escritório de advocacia por meio de um contrato de prestação de serviços, de modo que o estabelecimento tenha à sua disposição não apenas um, mas vários advogados.

Quais as vantagens de contratar um escritório especializado?

A principal vantagem está no fato de que um escritório deixará vários advogados à disposição da empresa.

Evita-se, assim, eventuais problemas com férias, afastamentos e outros imprevistos do profissional.

O escritório sempre terá outro advogado apto para trabalhar na questão de necessidade do cliente.

Equipe especializada em diversas áreas do direito

Uma grande vantagem que o escritório de advocacia oferece é ser formado por uma equipe de advogados com especialidades em distintas áreas do direito, garantindo maior qualidade e abrangência no serviço prestado.

O empresário geralmente tem contato com diversos assuntos: direito do trabalho, responsabilidade civil, direito do consumidor, direito tributário, direitos autorais, propriedade intelectual, contratos etc.

É uma lista extensa de atuação, que dificilmente apenas um advogado sozinho consegue dominar.

E cada matéria tem suas particularidades, os processos têm regras e prazos diferentes.

Por isso é melhor contar com uma equipe.

Isso também facilita na busca pela melhor forma de realizar um negócio, solucionar um problema ou até seguir com um processo judicial.

Um corpo de advogados, trabalhando juntos em uma questão, permite uma visão mais ampla, considerando diversos caminhos, reflexos em outras áreas e as consequências em longo prazo.

Gestão preventiva fora dos tribunais

Importante frisar que a contratação do escritório não serve apenas para facilitar e agilizar as ações judiciais.

Serve também para a realização de uma gestão preventiva fora dos tribunais.

O escritório de advocacia fará a análise de contratos, da viabilidade de negócios, legalidade, existência de cláusulas abusivas, cumprimento de obrigações, obediência às regulamentações legais e outros assuntos fundamentais para que o empresário não tenha dores de cabeça mais tarde.

Com isso, previnem-se problemas nas relações com fornecedores, clientes e empregados, além de facilitar o planejamento tributário, fornecer esclarecimentos referentes à importação, exportação, registro de patentes e marcas, bem como orientações sobre a contratação e demissão de trabalhadores.

Além disso, tendo uma consultoria permanente, o escritório já estará familiarizado com as rotinas, formas de trabalho e eventuais problemas que podem surgir na empresa, conseguindo assim se antecipar e apresentar soluções aos litígios, analisando a viabilidade de processos, alternativas, recursos etc.

E se a empresa já tiver um departamento jurídico?

Nesse caso, a contratação da consultoria é ainda mais indicada!

O departamento jurídico pode se integrar com o escritório externo, que passa a complementar os serviços do interno, oferecendo auxílio, principalmente tendo em vista as diversas especialidades de seu domínio.

Grandes empresas sempre têm um departamento jurídico, e ainda assim contratam o serviço externo de advocacia.

Desse modo, ao unir as duas possibilidades, a organização contará um setor jurídico responsável por dialogar com o escritório contratado, repassando os casos quando julgar necessário e acompanhando de perto cada um, o que libera o departamento para desenvolver outras tarefas estratégicas.

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *