PUBLICIDADE TOP

Mulher acusada de ser conivente com abusos sexuais sofridos pela filha é presa.

Adolescente chegou a ter um filho com o padrasto; prisão aconteceu em São Miguel dos Campos

 

uma mulher foi presa, nesta sexta-feira (18), na cidade de São Miguel dos Campos, acusada de omissão de abuso sexual sofrido pela própria filha. Maria Welida Roze Ferreira da Silva, de 35 anos, foi presa em cumprimento a mandado de prisão, expedido pela 4ª Vara Criminal de São Miguel dos Campos. Ela foi detida no conjunto Bela Vista II.

De acordo com o delegado João Marcello Almeida, Maria Weilda sempre teve ciência de que a filha era abusada sexualmente por seu companheiro, padrasto da menina, Geovanio Ferreira da Silva, de 37 anos.

Os abusos iniciaram quando a menina tinha apenas 9 anos de idade, e eram praticados com regularidade. Aos 15 anos, a jovem engravidou e teve uma filha do padrasto.

De acordo com as investigações, Maria Weilda permitia que a filha fosse abusada sexualmente pelo companheiro, sendo totalmente omissa, não tomando nenhuma providência. Inclusive procedeu ao registro de nascimento da neta em nome do seu esposo.

Geovanio Ferreira encontra-se detido desde novembro de 2015, quando foi preso em flagrante delito por estupro de vulnerável. Na época, Maria Weilda também havia sido presa, no entanto foi posta em liberdade em junho de 2016.

O delegado informou ainda que, com o trânsito em julgado da condenação, Maria Weilda retornará para a prisão, onde cumprirá pena de 17 anos e 8 meses de reclusão.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *